Cachorro tem TPM? Tire suas dúvidas e entenda se a cadela altera o comportamento

As cadelas podem sim, ter alteração comportamental durante o período fértil. Entretanto, não é nomeado como TPM. Entenda
yorkshire de laço vermelho

A TPM nas mulheres é conhecida por ser o período sensível ou irritadiço. É cientificamente provado que, durante o período menstrual, os hormônios sofrem alterações e causam oscilação no comportamento feminino. Mas será que esse fenômeno também pode afetar as cadelas?

Para tirar suas dúvidas, nesse artigo vamos entender como o cio funciona, descobrindo a influência que o período fértil pode ter tanto no corpo, quanto na mente das nossas amigas de quatro patas. Confira!

Como o cio das cadelas funciona?

Primeiro, é importante entender como o cio das cadela funciona. É comum que o primeiro cio ocorra entre o sexto e o décimo segundo mês de vida, e acontece a cada seis meses. Contudo, cada cadela atinge a maturidade numa idade, então o tutor não deve se preocupar se houverem variações.

A cadelas passam por várias etapas durante o período do cio. Porém, é importante entender que ele não se assemelha ao ciclo menstrual da mulher, as reações biológicas são diferentes e, consequentemente, as necessidades também. Confira:

  • Proestro: a cadela já libera feromônios, o hormônio responsável por atrair o macho sexualmente, mas ela ainda não está pronta para o acasalamento.
  • Estro: período fértil, quando a fêmea está pronta para o acasalamento.
  • Diestro: a cadela não mostra mais interesse no macho e é quando aparecem os primeiros sinais se houve ou não fecundação.
  • Aestro: é o período sem atividade sexual e em caso de fecundação, se encerra após a cadela dar à luz.

Cadelas têm TPM? Como identificar?

Durante o período do cio, as cadelas têm, sim, mudança de comportamento. Contudo, essas mudanças são antes do sangramento, que é devido ao aumento do fluxo sanguíneo, e não devido à descamação do endométrio, como ocorre no ciclo humano.

Assim, podemos concluir que, apesar das cadelas poderem apresentar uma certa tensão e mudança de comportamento durante o período do cio, isso não está relacionado à TPM, afinal, elas não têm menstruação de fato. Essa alteração geralmente ocorre na etapa Estro, em que a fêmea está fértil e pronta para o acasalamento.

Sabendo disso, agora que já entendemos como o período fértil das cadelas é diferente do das tutoras, vamos conferir como cada etapa influencia as peludas:

  • Proestro: aumento da vulva e secreção avermelhada (dura de 5 a 15 dias).
  • Estro: a cadela tem mudança de comportamento, como carência, agitação, agressividade e lambidas excessivas na região da vulva.
  • Diestro: caso não tenha ocorrido fecundação, a cadela pode sofrer com a gravidez psicológica.
  • Aestro: para as não prenhas, é o período de descanso, e para as prenhas, é o momento de recuperação do parto.

Cadelas têm cólica? O que o tutor pode fazer?

A cólica menstrual é causada devido à descamação do endométrio – camada do útero –, quando não há fecundação durante o período fértil. Já no caso das cadelas, o sangramento se dá antes do período fértil, sendo acarretado pelo aumento de fluxo sanguíneo. Em outras palavras, as cadelas não sentem o mesmo desconforto, pois não têm ciclo menstrual.

Contudo, apesar de não sentirem cólicas menstruais, as cadelinhas apresentam mudanças de comportamento e também precisam de cuidados, então, para proporcionar mais conforto, o tutor pode se atentar aos seguintes pontos:

  • Se atentar ao excesso de lambidas na região da vulva, para evitar infecções.
  • Oferecer mais atenção se a cadela se mostrar carente e mais apegada ao tutor.
  • Mantê-la separada dos machos da casa durante o proestro, para que se sinta protegida até chegar ao período fértil.
  • Se atentar à atração de machos na rua, para evitar brigas.
  • Evitar o contato com cachorros estranhos, a fim de deixá-la livre de bactérias e doenças.
  • Se atentar à alimentação ou outros comportamentos que possa mudar e afetar a saúde de alguma forma.
  • Utilizar fraldas durante o proestro, visando a higiene (as fraldas devem ser trocadas, no mínimo, duas vezes ao dia, além de ser preciso a remoção na hora de fazer necessidades).

Comentários