Cachorro pode comer couve? Saiba como não cometer erros ao oferecer

A couve pode ser uma excelente opção para os cachorros. Saiba a maneira correta de oferecer e os benefícios desse vegetal para os cães.
cachorro pode comer couve

Cada vez mais a alimentação natural para cães, rica em proteínas, frutas, verduras, legumes e vegetais, tem se tornado uma escolha muito comum dos tutores. A aderência a esse novo estilo de dieta vem devido aos diversos benefícios que ela traz para a saúde física e mental dos animais. E com isso, muitos tutores ficam em dúvida quais são os vegetais e frutas que podem ser oferecidos para os cachorros

A couve é uma grande preferência dos tutores, tendo em vista que é uma folhagem escura rica em ferro e cálcio, além de possuir muitas vitaminas importantes para o funcionamento do nosso organismo. Mas será que ela também  é um alimento adequado para os nossos amigos de quatro patas?

Se você ficou curioso para saber, pois deseja tornar a alimentação do seu cãozinho mais saudável e rica em vitaminas, não se preocupe. Neste artigo nós vamos te contar se os cães podem ou não comer a couve. Acompanhe! 

Afinal, cachorro pode comer couve? 

Sim, os cachorros podem comer couve e esta é uma excelente opção para acrescentar na dieta dos pets. A couve possui vitaminas e ferro e é um alimento muito benéfico para a saúde dos cães. É importante que ela seja oferecida em pequena quantidade e acompanhada de uma boa proteína.

No entanto, é importante estar ciente que os cães não são capazes de absorver todas as vitaminas e o ferro presente na couve da mesma forma que os humanos.

O ideal é oferecer no máximo uma ou duas folhas médias, e o cão deve comer a folhagem apenas uma vez ao dia.

Além disso, o tutor deve variar a couve com outros tipos de folhagens, pois ela possui uma grande quantidade de fibra e se oferecida em excesso, pode fazer com que o animal fique com diarreia e cólicas abdominais. Logo, tenha cuidado.

E outro importante ponto a ser mencionado, é que os cães devem ingerir a couve apenas se fizerem uma dieta natural, ou seja, quando a ração não faz parte da alimentação do peludo. Isso porque a ração é um alimento que já contém altos níveis de vitaminas, minerais, ferro e tudo que o cãozinho precisa. Logo, tentar acrescentar a couve e a ração pode sobrecarregar o organismo do animal.

Qual a melhor forma de oferecer a couve para os cães?

A melhor maneira de oferecer a couve para os cães é triturando a folhagem, até que vire uma “papa” ou um purê. Isso ajuda o cão no processo digestivo e certamente intensifica a capacidade de absorção dos nutrientes.

O mais indicado no caso das  folhas de couve, é triturá-las ainda cruas, para que não se perca parte dos nutrientes durante o cozimento. Portanto, não tente cozinhar as folhas de couve junto com outro alimento, principalmente se o seu objetivo for garantir que o animal absorva todos os benefícios da folha.

Afinal, quais são todos esses benefícios? Nós já sabemos que a couve é rica em ferro e em cálcio, mas ela ainda pode oferecer mais para o pet. As propriedades e benefícios da couve chegam a parecer uma bula de remédio. Ela é capaz de eliminar gordura e toxinas do corpo, é fonte de vitamina C, é rica em fibras, cálcio, magnésio, ferro, contém antioxidantes e ajuda na digestão. Mas lembre-se, tudo em excesso faz mal para os cães, inclusive a couve. 

Fique atento! Antes de acrescentar qualquer alimento novo na dieta do pet ou até mesmo iniciar a alimentação natural, um médico veterinário deve ser consultado. Isso porque o cão precisa que o profissional determine quais são as quantidades ideias para ele e quantas vezes ao dia. Além disso, se o seu bichinho possui alguma doença, pode ser que ele não possa ingerir a couve e outros alimentos. Esteja atento e boa sorte! 

Comentários