Cachorro pode comer pepino? Saiba oferecer corretamente

O pepino é uma boa opção de petisco para os cães, no entanto, precisa ser oferecido em poucas quantidades e sem casca. Entenda melhor!
cachorro pode comer pepino

Refrescante, nutritivo, rico em água e com poucas calorias, o pepino é um alimento bastante presente na dieta dos seres humanos. Mas será que os nossos cães também podem comer pepino? E será que eles conseguem absorver todos os nutrientes presentes neste alimento?

Muitos tutores gostam de compartilhar a alimentação e sempre procuram variar e mudar a dieta dos peludos. No entanto, alguns alimentos podem ser tóxicos para os cachorros e é preciso estar atento. Por outro lado, há frutas, legumes e verduras que são muito benéficas para a saúde dos pets, como o pepino. Confira a maneira correta!

Cachorro pode comer pepino?

Sim, os cães podem comer pepino. No entanto, é importante que seja oferecido como um petisco e o cão também não deve ingeri-lo sem controle ou sem orientação do médico veterinário. Apesar de ser um vegetal leve, ele pode fazer mal para o animal se oferecido em quantidades exageradas.

Para evitar riscos de problemas gastrointestinais, como gases ou diarreia, recomenda-se oferecer uma porção pequena de pepino para seu amigo. De forma geral, os petiscos nunca devem ultrapassar 10% da dieta do pet. 

Além disso, o pepino pode muitas vezes não agradar o paladar de todos os cães. Logo, procure oferecer o vegetal para o seu amigo de quatro patas, apenas se ele demonstrar que gosta de pepino. Pois algumas vezes esse alimento pode ser um pouco indigesto para o pet.

Como oferecer pepino para o cachorro

Cru e sem casca

Lave bem o pepino e tire a casca para oferecer para o cão. Além disso, ofereça o vegetal sempre cru. O pepino pode ser indigesto para o seu cachorro e o principal motivo dele não ser bem digerido pelo organismo do animal é justamente a casca.

Rodelas ou em cubos

O tamanho dos pedaços do pepino também deve ser observado pelos tutores. Porções muito grandes podem ser um risco, especialmente para cachorros pequenos. Por isso, corte o pepino em pedaços menores, por volta de dois ou três centímetros, em formato de rodelas ou em cubos.

Nada de molho!

Alguns tutores realmente querem proporcionar aos cães uma alimentação mais saborosa, mas é preciso ter cuidado. Logo, por mais que você goste de temperar o seu pepino com algum tipo de molho pronto, não faça o mesmo com o pedaço que você irá oferecer ao pet. A maioria desses molhos são ricos em açúcares e gorduras, o que pode acabar fazendo mal para o cachorro, principalmente aqueles que estão acima do peso.

Os benefícios do pepino para os cães

Já se sabe que esse vegetal é rico em água e pobre em calorias, mas os benefícios do pepino não param por aí. Ele também é rico em fibras, o que auxilia no funcionamento do trânsito intestinal, possui uma alta quantidade de potássio, auxiliando o sistema nervoso e contribuindo para o equilíbrio ácido-base do organismo. E por fim, esse vegetal também possui magnésio, componente essencial para manter as funções metabólicas do organismo.

Logo, se o seu cãozinho se demonstrar interessado em comer pepino, você pode oferecer para ele alguns pedaços. Mas lembre-se de antes conversar com um médico veterinário para se informar qual a quantidade exata que o seu cãozinho pode comer. Lembre-se que o organismo deles funciona e processa os alimentos de maneira diferente da dos humanos. Boa sorte!

Comentários