Cachorro pode comer laranja?

Cachorro pode comer laranja?

Pode dar laranja para cachorro? Descubra nesse artigo quais são os benefícios da laranja e os riscos que a fruta podem causar para o seu cão.
Cachorro branco comendo laranja

A laranja é uma das frutas mais consumidas em todo o mundo. Seu sabor, seu preço acessível e suas valiosas propriedades nutricionais a tornam uma fruta de muito prestígio, inclusive entre os brasileiros. Entretanto, quase todo dono de cachorro já deve ter se perguntado: “será que posso dar laranja para meu cachorro?”.

É essa a pergunta que nós responderemos neste artigo. Nós já podemos te adiantar que sim, é possível dar laranja para os cães comerem, mas você deve saber que alguns cuidados importantes devem ser tomados na hora de fazer isso. Por exemplo, como você poderá ver, não é todo cão que pode comer laranja.

Quais os benefícios da laranja para os cachorros?

A laranja é, geralmente, um alimento seguro para os cães. Além disso, como os cães adoram alimentos doces, eles também apreciam bastante o sabor da laranja. Os benefícios que essa fruta traz para a saúde canina não são muito diferentes daqueles que ela traz para a nossa saúde. E os possíveis malefícios também são parecidos.

A laranja é rica em vitamina C, uma substância essencial para o bom funcionamento do sistema imunológico dos cães. Porém, diferente dos humanos, os cães conseguem produzir vitamina C por conta própria.

Enquanto alguns especialistas defendem que, por esse motivo, seria desnecessário introduzir a vitamina na alimentação canina, outros defendem que introduzi-la pode potencializar a ação do sistema imunológico dos cães.

Seja como for, a vitamina C, que é encontrada em grande quantidade na laranja, também tem efeito comprovado como agente antioxidante, retardando o envelhecimento. Doenças ligadas ao envelhecimento canino, como a Síndrome da Disfunção Cognitiva (semelhante ao Alzheimer em humanos), podem ser prevenidas por meio de uma alimentação rica em vitamina C.

Além disso, a laranja também contém altos índices de vitamina A (importante para a saúde dos olhos) e de vitaminas do complexo B (ajudam na absorção de outros nutrientes, na saúde mental dos cães, etc.). Ela é, ainda, uma fonte importante de potássio (mineral essencial para os músculos) e de fibra alimentar (que ajuda na regulação do intestino).

Laranja pode fazer mal para cachorros?

Um dos riscos de se oferecer a laranja para os cães está relacionado justamente a um de seus principais nutrientes, a vitamina C. É ela a responsável por conferir a acidez da fruta. Desse modo, cães que já possuem problemas com alimentos ácidos, especialmente aqueles que sofrem de gastrite, não devem ser alimentados com laranja.

Essa é a razão para que alguns especialistas em saúde canina, contrariando a opinião majoritária, contraindiquem o uso da laranja na alimentação canina, por ser difícil para os tutores identificarem se o seu cachorro possui ou não problemas com a ingestão de alimentos ácidos.

Outro possível inconveniente do consumo de laranja por cães é o considerável nível de calorias que a fruta possui. O excesso de calorias pode levar à obesidade, um problema que costuma afetar mais algumas raças que outras. Além disso, por conter muitos açúcares, o exagero no consumo de laranja pode levar ao surgimento de diabetes.

Cachorro pode comer casca de laranja?

Por último, cabe destacar o risco que algumas partes da laranja podem causar para o seu cachorro. Você já deve supor que oferecer a fruta com a casca não é algo bom para a saúde canina, e tem toda a razão nisso. A acidez da casca pode causar irritações na pele e nas mucosas do seu pet, além do fato de ela não ser facilmente digerida.

Cachorro pode comer as sementes da laranja?

Da mesma forma, as sementes e a parte central da laranja também não são facilmente digeridas pelo organismo dos cães e podem causar engasgamento.

Como usar laranja na alimentação canina?

Aqui, a chave, como quase em tudo na vida, é a moderação. Ofereça a fruta em gomos para o seu cachorro, retirando a casca, as sementes e a parte central. Ofereça apenas alguns gomos por vez. Um ou dois gomos por dia já são suficientes para satisfazer o seu cão e proporcionar-lhe os benefícios da laranja.

Por outro lado, ainda que a laranja, como você pôde ver nesse artigo, seja geralmente um alimento seguro e benéfico para os cães, é preciso ter em mente que alguns cães não poderão comê-la por motivos específicos. É o caso daqueles que, como dissemos acima, têm gastrite ou outros problemas no trato gastrointestinal, que os tornem sensíveis ao consumo de alimentos ácidos.

De todo modo, lembre-se de consultar o seu veterinário para entender o que é melhor para a dieta do seu cão. Lembre-se também de respeitar sua vontade. Caso ele não demonstre muito interesse por laranjas, mesmo elas sendo tão saborosas e nutritivas, o melhor é não insistir.