Cachorro com barriga inchada: o que pode ser?

Há diversos fatores que fazem o cachorro ficar com barriga inchada, alguns casos mais graves e outros menos. Entenda e saiba o que fazer
shihtzu deitado com barriga pra cima

Seu cachorro parece estar um pouco abatido e com o abdômen inchado e duro? É normal estar preocupado, pois a maioria dos donos de cães já ouviram falar sobre torção ou dilatação gástrica e teme que seu cão possa sofrer com isso, pois é um quadro que acomete muitos peludos.

As causas de inchaço abdominal são muitas: pode ser gastrite, peritonite, gases, parasitas intestinais, torção gástrica, entre outras causas. Caso o pet esteja com a barriga inchada, é recomendável que você vá ao veterinário para estabelecer um diagnóstico adequado.

Com este artigo nós vamos apenas te ajudar a entender um pouco melhor o quadro, listando as principais doenças que podem fazer com que o animal fique com a barriga inchada. Para ficar por dentro do assunto, acompanhe até o final!

Cachorro com barriga inchada: 4 principais causas

1. Gases

Entre todos os problemas que levam os cães a apresentarem barriga inchada, os gases acabam sendo mais fáceis de resolver. Mas não menospreze o problema, pois causam dores e muito desconforto para o bichinho.

O quadro consiste no acúmulo de ar que ocorre no sistema digestivo do animal e que acabam gerando ruídos que podem ser ouvidos no nível abdominal. Este problema pode afetar cães de todas as idades.

Na maioria das vezes, o problema ocorre quando o animal acaba comendo algo que não deveria. E os principais sintomas dos gases em excesso nos cães são: barriga inchada, dificuldade para defecar, dores abdominais, falta de apetite e o cachorro pode ainda ficar com apatia.

2. Obstrução intestinal

Quando a passagem do conteúdo intestinal pelo trato gastrointestinal é impedida, ocorre uma obstrução no intestino. A causa mais comum é a presença de corpos estranhos no trato gastrointestinal.

Outra causa comum é quando um segmento do intestino gruda em outro. Este problema é mais comum em cachorros jovens e precisa ser resolvido com urgência por cirurgia, pois essa obstrução impede que o animal defeque.

A obstrução intestinal também pode ser causada por tumores, estenoses ou hérnias. Se a obstrução for parcial, causa vômitos e diarreia intermitentes, com sintomas que persistem por várias semanas, enquanto a completa causa dor abdominal súbita e vômitos incessantes.

A obstrução abdominal na primeira parte do intestino delgado pode causar vômitos em excesso, já os bloqueios na última parte do intestino delgado causam distensão abdominal e vômito de cor marrom e com odor fecal.

Se a obstrução for completa, o cão não consegue defecar ou expelir gases. Sendo assim, o quadro pode causar estrangulamento intestinal e por isso é aconselhável ir ao veterinário rapidamente.

3. Ascite

Ascite é o nome dado ao acúmulo de líquido no abdômen. Existem diferentes causas que podem explicar sua origem, como distúrbios cardíacos, hepáticos ou renais. A ascite é mais comum em cães mais velhos.

Geralmente é acompanhado por outros sintomas, dependendo da causa. Destacam-se a intolerância ao exercício, tosse, vômito, amarelecimento das mucosas, perda de apetite ou emagrecimento. O veterinário precisa fazer vários testes para obter um diagnóstico final.

4. Gestação

E nós não podemos deixar a gravidez de lado, uma vez que essa possibilidade pode passar despercebida por grande parte dos tutores. Muitas vezes o inchaço abdominal é percebido apenas nas últimas semanas de gravidez.

Lembre-se de que as cadelas podem começar seu cio logo aos seis meses de idade e muitas vezes nós podemos não notar. Ter uma fêmea inteira, ou seja, sem castrar, implica um risco de gravidez a cada cio, que são dois por ano.

No caso da gestação, a cadela pode sentir dificuldade para evacuar e apresentar mudanças comportamentais, ficando mais agitada e até mesmo agressiva.

Outras possíveis causas da barriga inchada dos cães:

cachorro caramelo recebendo carinho na barriga
  • Verminoses; 
  • Tumores;
  • Problemas hepáticos;
  • Torção gástrica (um evento no qual o estômago fica torcido); 
  • Infecção intestinal;
  • Cardiopatias, 
  • Erliquiose, um tipo de infecção que provoca a queda de plaquetas e à inflamação dos vasos sanguíneos e, como consequência, há o acúmulo de líquidos na barriga. 

O que fazer?

Agora que você leu todas essas informações, a dúvida surge: o que eu faço se meu cachorro ficar com a barriga inchada? O mais importante é observar o estado geral do cão e verificar a presença de outros sintomas.

Se, por exemplo, coincidir com um episódio de saciedade, o cão deve melhorar em algumas horas. Mas se houver outros sintomas ou se for um cão já diagnosticado com outra patologia, deve consultar rapidamente o veterinário.

Lembre-se de que problemas como torção-dilatação do estômago podem ser fatais em questão de horas. Por isso, não faça somente o diagnostico em casa e busque ajuda de um profissional.

Como evitar a barriga inchada nos cães?

Para evitar a barriga inchada nos cães, tome os seguintes cuidados:

  • Faça vermifugação e vacine de acordo com o cronograma estabelecido pelo veterinário;
  • Oferece alimentação de qualidade e segue as instruções do fabricante para seu preparo e racionamento;
  • Mantenha um ambiente seguro onde o cão não possa ingerir substâncias perigosas e também ingerir objetos;
  • Não dê a ele grandes quantidades de comida ou água se ele acabou de brincar ou fazer atividades físicas;
  • Leve o cachorro a cada seis meses para uma consulta ao médico veterinário;
  • Castre o animal para evitar gravidez indesejadas.

Comentários