Bicho-de-pé em cachorro: identifique os sintomas e saiba como remover o parasita

Assim como em humanos, o bicho-de-pé também pode acometer os cachorros. Veja os principais sintomas e as indicações para a remoção
cachorro deitando dando a pata

Infelizmente algumas mazelas que acometem os humanos também podem atingir os cães, como é o caso do bicho de pé. Esse bicho se trata de um parasita, da mesma família das pulgas, o Tunga. Muito comum em fazendas, chiqueiros, quintais e também jardins, o bicho-de-pé gosta de locais úmidos e com pouca luminosidade, logo, qualquer cãozinho que passe tempo nesses tipos de locais, está sujeito a contrair o bicho-de-pé.

Se não removido com rapidez, o bicho de pé pode causar no pet infecções graves. Por isso, é muito importante tratar o quadro de maneira urgente. Para isso, conheça alguns sintomas e também aprenda como remover esse parasita da pata do seu melhor amigo. Para ficar por dentro do assunto, acompanhe até o final!

Sintomas

Após 30 minutos em que o parasita entra em contato com a pele do animal, o bichinho já começa a apresentar alguns sintomas, como a vermelhidão e inchaço no local. Por isso, se o seu cachorro esteve em algum local onde pode haver o bicho-de-pé, ligue o alerta. Confira alguns dos principais sintomas causados pelo Tunga:

  • Erupção na pele, com um ponto preto no centro e branco à volta;
  • Coceira;
  • Inquietação e em alguns casos agressividade;
  • Lambedura em excesso nas patas;
  • Em casos raros, o animal pode também apresentar febre;
  • Dor e desconforto;
  • Presença de secreção transparente ou amarelada, caso haja inflamação ou infecção local.

Como tirar bicho de pé do cachorro?

Após cerca de 3 semanas e depois de ter expelido todos os ovos, o parasita pode sair espontaneamente ou ser morto e eliminado pelo sistema imune. E mesmo que o parasita fique apenas temporariamente, é muito importante que seja feito o tratamento, tanto para evitar infecções por bactérias, perda de unhas, formação de úlceras e deformidades nos dedos, como para impedir que novos ovos fiquem livres no ambiente, podendo infectar outras pessoas.

Além disso, tentar remover um bicho-de-pé de um cachorro em casa pode ser extremamente arriscado, logo, aconselhamos você a levar o pet ao médico veterinário.

As maneiras de remover o parasita da pata do animal são:

  • Retirada do bicho-de-pé, com uma agulha cortante ou bisturi, que é a principal forma, feita em um posto de saúde, após limpeza da ferida e esterilização dos materiais (não tente em casa);
  • Uso de remédios, como Ivermectina, prescritos pelo médico veterinário. Os remédios são essenciais quando o animal acaba contraindo uma grande quantidade de bicho-de-pé;
  • Uso de pomadas, à base à base de cânfora ou vaselina salicilada, ou com o mesmo princípio ativos dos vermífugos.
  • O veterinário pode orientar o uso de antibióticos, como Cefalexina, em caso de infecção por bactérias;
  • Não existe remédio caseiro para remover o bicho-de-pé em cães, o tutor pode apenas colocar gelo no local para evitar que o bicho-de-pé se mova e para também facilitar a remoção.

Como evitar bicho de pé em cães?

Como o bicho-de-pé é na realidade um tipo de pulga, é muito importante que o tutor mantenha todos os vermífugos do animal em dia. Além disso, caso o seu cãozinho viva em locais onde é fácil contrair o Tunga, como jardins e fazendas, você pode optar pelo uso de sapatinhos quando ele for passear e brincar ao ar livre. Essa é uma boa maneira de prevenção.

Porém, nós sabemos que o uso contínuo de sapato nos cães pode vir a fazer mal a saúde dele, logo, uma boa alternativa é fazer a dedetização e limpeza frequente do ambiente. Dessa forma você não estará protegendo apenas o seu amigo de quatro patas, como também toda a sua família.

Comentários