Sapatos para cachorro: é necessário? Saiba usar corretamente

Sapatos para cachorro, se usados incorretamente, podem trazer incômodos e problemas para o pet. Entenda se é necessário e quando usar
Boston Terrier com coleira vermelha

Cães usando sapatos acabou virando uma moda entre tutores, logo, não é muito difícil ver um peludo desfilando com alguma calçado por aí. No entanto, quando o assunto são os cães, não é apenas a beleza ou a moda que devem ser levados em consideração, a saúde e o bem-estar do animal precisam estar sempre em primeiro lugar.

Logo, será que realmente é saudável colocar um cachorro para usar sapatos? Será que o animal possui a necessidade de andar com um calçado? Existem diversas opiniões de médicos veterinários acerca do assunto, a grande maioria é contra o uso e eles só abrem algumas exceções.

Para esclarecer todas as dúvidas acerca do assunto, nós escrevemos esse artigo. Ao ler o texto, você vai conseguir entender o porquê o uso do sapato pode ser perigoso para o cãozinho e quais são as situações em que o uso do calçado pode se fazer necessário. Para ficar por dentro, acompanhe até o final!

Em quais situações o cão pode fazer o uso dos sapatos?

Muitos veterinários recomendam o uso dos sapatos e meias para proteger o cachorro que sofreu uma lesão no local, como uma pata quebrada, por exemplo. Isso evita que ele fique lambendo ou até cause um machucado maior na área. Mas provavelmente neste caso o sapato será ortopédico e recomendado pelo profissional.

Já para os pets que vivem nas áreas urbanas e em apartamentos, o sapato pode ser uma alternativa para passear na rua, tanto para não pisar em uma calçada quente ou em um material cortante, quanto para não sujar a casa, mantendo a higiene de camas e sofás. No entanto, neste caso, o sapato pode superaquecer e ferir o cãozinho. E aqui o uso é bastante dispensável.

Por que alguns médicos veterinários não recomendam o uso dos sapatos?

As patas dos cães são naturalmente estruturadas para garantir o equilíbrio, postura e até segurança do animal. Quando ele está com elas livres, pode cavar, caçar e usar seus instintos para realizar diversas tarefas. Portanto, por mais bonito e até mesmo estiloso que o calçado possa ser, eles atrapalham e não fazem parte de seu biotipo.

Além disso, por mais que alguns tutores usem os sapatos para evitar que o cachorro queime as patas no asfalto, em algumas situações o calçado pode acabar superaquecendo as patas. Quando a região da pata conhecida como coxim fica sem transpiração, acaba gerando até uma hipertermia, sobretudo nos dias de muito calor. Caso esse estado persista, o cão pode até desmaiar, ou sofrer convulsões. E dependendo do tipo de sapato, ele pode apertar e até mesmo ferir o animal.

Qual é o modelo ideal?

Sabemos que alguns tutores querem que os cães utilizem os sapatos mais estilosos e charmosos. No entanto, o conforto do seu pet deve ser o primeiro ponto a ser levado em consideração. Sendo assim, o modelo deve ser leve, anatômico e de alta qualidade. As botinhas, mais largas e frescas, são boas opções. Evite utilizar materiais que aquecem no calor como plástico ou a lã.

No entanto, melhor do que comprar um sapatinho pronto em lojas, é pedir para fazer sob medida para o cão, de acordo com seu biotipo e suas características. Além de lojas especializadas, muitas costureiras podem personalizar. Essa é a melhor maneira de evitar que o seu cão se machuque ou até mesmo perca o equilíbrio quando estiver andando com o calçado.

Cuidados

Primeiramente o cão precisa se adaptar e aderir. Se ele demonstra que está desconfortável e não gosta de usar o calçado, não force nada. Forçá-lo pode piorar a situação, pois ele pode encara o sapato como um tipo de punição. Além disso, o tempo de uso deve ser curto. Coloque apenas na hora do passeio e tire assim que chegar em casa. Caso contrário, ele pode sofrer muitos efeitos colaterais com esse hábito.

E por fim, é importante ter em mente que cachorro não usam sapato, então tenha bom senso e utilize apenas quando realmente for necessário e respeitando as vontades do seu bichinho. Evite utilizar sapatos com materiais pesados e que aqueçam com facilidade, como mencionamos. O bem-estar de seu amigo precisa vir sempre em primeiro lugar!

Comentários