Ração Royal Canin Hepatic é boa? Veja avaliação completa em Setembro de 2021

Veja a avaliação completa sobre a ração Royal Canin Hepatic indicada para cães com problemas hepáticos. Atualizado em Setembro de 2021.

Alguns cães precisam de rações específicas para atender às suas necessidades. A Royal Canin Veterinary Hepatic é um alimento para os pets que têm problemas no funcionamento do fígado. Mas será que essa ração é mesmo de qualidade?

Pensando nisso, desenvolvemos esse artigo sobre essa ração, analisando seus principais ingredientes e entendendo como eles agem no organismo canino. Também destacamos seus principais pontos e respondemos às perguntas mais frequentes. Confira!

Sobre a Royal Canin Hepatic

A Royal Canin Veterinary Hepatic é uma ração do tipo Super Premium, ou seja, possui nível máximo de qualidade. Além disso, é classificada como medicamentosa, o que significa que é utilizada como suplementação para o tratamento de doenças, sendo assim, deve ser oferecida aos cães apenas sob prescrição veterinária.

Os principais objetivos da ração são auxiliar cachorros que estão com problemas como:

  • Insuficiência hepática
  • Hepatite
  • Shunt portossistêmico
  • Encefalopatia hepática
  • Icterícias
  • Perturbações do metabolismo do cobre
  • Não formação de cálculos de urato

Diante disso, a composição da Royal Canin Veterinary Hepatic conta com baixos níveis de cobres, a fim de reduzir o acúmulo nas células do fígado, além de sua proteína de origem vegetal, que apresenta melhor tolerância por parte dos cães com danos hepáticos.

Quais os ingredientes da Royal Canin Hepatic?

A Royal Canin Veterinary Hepatic tem como principais ingredientes a quirera de arroz e o milho integral moído, que são fontes de carboidratos, importantes para garantir energia para o organismo.

A principal fonte de proteína presente na ração é a proteína hidrolisada de soja. Sua proteína é de origem vegetal, que é melhor aceita pelos cães com danos hepáticos.

Ingredientes

Quirera de arroz, proteína hidrolisada de soja*, gordura de frango, gordura suína, polpa de beterraba, casca de ervilha, óleo de soja refinado*, fosfato bicálcico, cloreto de potássio, óleo de peixe refinado, fruto-oligossacarídeos, cloreto de sódio (sal comum), fosfato monocálcico, extrato de Marigold, glúten de trigo, vitaminas (A, C, E, D3, B1, B2, B6, B12, PP, K3), ácido pantotênico, ácido fólico, biotina, cloreto de colina, carbonato de cálcio, sulfato de ferro, óxido de manganês, zinco aminoácido quelato, iodato de cálcio, selenito de sódio, fígado de frango, taurina, L-lisina, DL-metionina, L-carnitina, antioxidante (BHA). *proteína hidrolisada de soja e óleo de soja produzidos a partir de soja geneticamente modificada por Agrobacterium sp.

Também se destacam a gordura de frango, gordura suína e óleo de soja refinado, além do óleo de peixe refinado, que é fonte de ômegas 3 e 6, essenciais para os cuidados com pelos e pele. A biotina está presente e também contribui para a manutenção dos pelos.

Ainda vale destacar a levedura seca de cervejaria, fibra de soja e polpa de beterraba, esta que é responsável pela redução do volume e odor das fezes. A Royal Canin Veterinary Hepatic ainda conta com taurina, que age no bom funcionamento do coração.

Quantidade de ração Royal Canin Hepatic

De acordo com o fabricante, esta deve ser a quantidade de ração de acordo com as características do cachorro:

Peso do cão Magro Normal Sobrepeso
2 kg 70 g 55 g 40 g
3 kg 90 g 75 g 55 g
4 kg 115 g 90 g 70 g
5 kg 135 g 105 g 80 g
6 kg 155 g 120 g 90 g
7 kg 170 g 135 g 105 g
8 kg 190 g 150 g 115 g
9 kg 205 g 165 g 125 g
10 kg 220 g 180 g 135 g
15 kg 300 g 240 g 180 g
20 kg 370 g 295 g 220 g
25 kg 435 g 345 g 260 g
26 kg 445 g 355 g 270 g
27 kg 460 g 365 g 275 g
28 kg 470 g 375 g 285 g
29 kg 485 g 385 g 290 g
30 kg 495 g 395 g 295 g
35 kg 555 g 445 g 335 g
40 kg 610 g 490 g 365 g
45 kg 665 g 535 g 400 g
50 kg 720 g 575 g 430 g
60 kg 820 g 655 g 495 g
70 kg 920 g 735 g 550 g
80 kg 1015 g 810 g 610 g

Perguntas frequentes sobre a ração

A Royal Canin Veterinary Hepatic contém transgênicos?

Sim, há ingredientes transgênicos derivados da soja e milho em sua composição.

A Royal Canin Veterinary Hepatic contém aditivos químicos?

Sim, há presença de antioxidante BHA em sua fórmula.

Pontos positivos da ração

Possui bons ingredientes para cães com problemas hepáticos

A composição da Royal Canin Veterinary Hepatic conta com proteínas de origem vegetal, que são mais toleradas pelos cães com problemas hepáticos, possuindo também níveis reduzidos de cobre, reduzindo, assim, o acúmulo desse mineral nas células do fígado.

Satisfação garantida

A Royal Canin Veterinary Hepatic conta com selo de garantia de satisfação, o que dá ao cliente a possibilidade de troca do produto caso seu cão não aceite bem a ração.

Pontos negativos da ração

Possui transgênicos

A Royal Canin Hepatic contém transgênicos, o que não é bem recomendado. Apesar disso, é importante entender que não existem estudos que comprovem que os ingredientes transgênicos em rações são prejudiciais para a saúde canina.

Possui antioxidantes sintéticos

O mais indicado é que as rações sejam conservadas com antioxidantes naturais, que ajudam na manutenção da saúde e na longevidade. Porém, a Royal Canin Hepatic possui antioxidantes sintéticos, o que pode ser ruim para a saúde canina.

Afinal, a ração Royal Canin Hepatic é boa?

Sim, a Royal Canin Hepatic é uma boa ração. Analisando seus principais ingredientes, é possível encontrar fontes boas de carboidratos e ômegas, além de fontes adequadas de proteína, que contribuem para a manutenção da boa saúde dos cães com problemas hepáticos, cumprindo, assim, com seu objetivo.

Além disso, sua composição oferece componentes que agem em diversos cuidados, como nos pelos e na redução do odor das fezes. Porém, é importante destacar que a ração contém ingredientes transgênicos e antioxidantes sintéticos em sua composição, o que pode ser prejudicial para a saúde dos cães.

Comentários