Você sabe as doenças de cachorro que são mais comuns no inverno? Veja!

Com a chegada do inverno, algumas doenças podem aparecer nos cachorros. Veja quais são elas e como prevenir
Dachshund com roupa na janela

Cuidar da saúde do seu cão no inverno é importante. Com a chegada do frio e das chuvas, nossos cães estão mais expostos a sofrer de certas doenças. Logo, é importante entender quais são as mais comuns nesse período. Proteger o animal contra as enfermidades, prevenir e saber identificar possíveis sintomas são a chave para manter seu cão em boa saúde no inverno. Acompanhe até o final para ficar por dentro do assunto!

Principais doenças que atingem os cães no inverno

1. Doenças respiratórias

As doenças respiratórias em cães são mais comuns no inverno, devido às mudanças bruscas de temperatura, ao frio e à redução da imunidade que costumam ter nessa época. São elas: gripe canina, broncopneumonia, laringite e traqueíte. Podem ser de origem bacteriana ou viral e os sintomas mais característicos são tosse, espirros, coriza, fraqueza e febre. É importante detectar a tempo para que o quadro não se torne grave e assim levar o animal ao médico veterinário para que seja tratado de maneira adequada.

Cães braquicefálicos tendem a sofrer mais com esse quadro. A melhor forma de prevenção é sempre secar bem a pelagem do pet caso pegue chuva, aquecê-lo e não deixar de aplicar a vacina contra a gripe canina. A vacinação em geral é parte fundamental da rotina de cuidados com animais de estimação.

2. Vasculite

A vasculite ocorre principalmente ao nível da ponta das orelhas dos cães. São erosões em apêndices ou áreas periféricas da pele devido à má circulação sanguínea. Devido ao frio, a circulação é mais facilmente alterada e provoca estes tipos de lesões, que são mais frequentes nesta época do ano. Deve-se consultar o veterinário, pois muitas vezes aparecem como um sintoma secundário de outra doença que pode estar colocando em risco a saúde do seu cão. Nestes casos, é importante monitorar e fiscalizar a pele do pet e hidratar as áreas mais secas.

3. Osteoartrite / Artrite:

Frio e umidade não são bons para a artrite. As articulações esfriam e a dor aparece, por isso inflamações articulares e recidivas são mais frequentes no inverno. Para prevenir este quadro, é essencial um tratamento básico que o seu veterinário lhe indicará e curativos térmicos para ajudar na inflamação. Além disso, evitar o excesso de peso e um exercício suave para manter as articulações do cachorro no melhor estado possível.

4. Micose

Com a umidade do inverno, o cão fica mais exposto aos fungos. Os sintomas aparecem como manchas na pele, coceira forte e feridas causadas pelo próprio cão coçar. Se você notar algum desses sintomas, deve consultar o seu veterinário para um diagnóstico. A prevenção baseia-se, sobretudo, em manter o animal seco, a cama limpa e seca e evitando a higiene excessiva da pelagem.

Cuide do seu pet!

Com todos os cuidados necessários e medidas de prevenção, você poderá evitar essas doenças ou enfermidades desagradáveis com a chegada do inverno. Eles também o ajudarão a saber como cuidar de um cachorro nesta época do ano.

Para isso, não devemos descuidar da vermifugação, manter o calendário de vacinas atualizado e proporcionar ao cãozinho uma alimentação completa, adequada e balanceada. Isso ajuda a manter uma boa imunidade, além de manter o animal de estimação saudável.

Comentários