10 curiosidades incríveis sobre a raça pinscher

Muito popular, o pinscher é repleto de curiosidades. Confira 10 fatos que separamos sobre a raça e que você precisa saber
Pinscher preço

Não se deixe enganar pelo tamanho dos cães da raça pinscher. Mesmo pequenos, esses cãezinhos são bastante corajosos, possuem muita energia e são verdadeiros guardiões de seus tutores.

Infelizmente possuem a fama de não serem muito amigáveis, mas na realidade, ele apenas tem uma personalidade muito territorialista e incompreendida. Logo, é preciso conhecê-lo para se apaixonar de vez por essa raça.

Pensando nisso, neste artigo nós vamos contar 10 fatos curiosos que você precisa saber sobre esse famoso cãozinho. Saiba também como é a saúde da raça, quais são os cuidados que você precisa ter e o preço para adquirir um pinscher. Acompanhe até o final!

10 fatos sobre a raça pinscher

1. O pinscher é alemão

A origem desse cãozinho é incerta, mas alguns estudiosos que pesquisaram sobre o pinscher, acreditam que a raça surgiu antes da Primeira Guerra Mundial, na Alemanha. No início, por conta do seu tamanho compacto, o cãozinho se destacou por ser um exímio caçador de roedores e outros tipos de animais pequenos. Logo, ele acabava sendo de grande ajuda para a população.

2. Temperamento

Apesar da má fama que os acompanha com frequência, os cãezinhos da raça pinscher são animais carinhosos e muito fiéis aos tutores. Sendo assim, o temperamento do pet vai depender do nível de treinamento e socialização a qual ele for submetido desde filhote.

Sabe a famosa tremedeira do pinscher? Acontece por ser uma característica da raça ou causas físicas, como dor, frio, medo, felicidade ou problemas neurológicos.

3. Pinscher x Doberman

Muitos acreditam que o pinscher é uma miniatura dos cães da raça doberman, mas na realidade, os pinschers surgiram muito antes apesar das semelhanças.

4. Conhecidos como min pins

A raça era muito popular na Alemanha antes da Primeira Guerra Mundial, mas após o período ocorreu uma drástica redução de pinschers no país. No entanto, por sorte, alguns norte-americanos levaram a raça para os Estados Unidos. Lá ele ficou conhecido como Min Pins, apelido da raça.

5. Cor, peso e tamanho

O pinscher é predominantemente preto com algumas pelagens carameladas em algumas extremidades do corpo, como a barriga. Esse cãozinho é de pequeno porte, portanto, pode chegar apenas até os 30 centímetros e pesar no máximo 6 quilos. Sua variação é dividida em Pinscher 0, 1, 2, 3 ou miniatura.

6. Ele não é silencioso

Se ter sossego e apreciar o silêncio é algo que o futuro tutor gosta de fazer, talvez o pinscher não seja a melhor opção. Os cãezinhos dessa raça têm o costume de latir com frequência logo ainda quando filhotes, pois estão sempre em alerta.

7. Famoso nas artes

A popularidade do pinscher não é de hoje, esse pequeno cãozinho já fazia sucesso há mais de 300 anos. Alguns historiadores encontraram pinturas do século 17 e 19 com cães semelhantes ao pinscher, que inclusive ajudaram os estudiosos a descobrir mais sobre suas origens.

8. A energia dele precisa ser gasta

Os pinschers são animais com energia para dar e vender, logo, o tutor deve ter em mente que deve passear e brincar com o cãozinho diariamente. Geralmente eles possuem uma expectativa alta de interação com o tutor e quando não são correspondidos tendem a ficar desanimados e irritados.

9. Não é bom com outros animais

Assim como o doberman, os cães da raça pinscher não têm uma interação muito positiva com outras raças ou animais, como os gatos. Então para que o tutor não tenha problemas de convivência entre os pets, a socialização do pinscher com outros animais deve ser feita quando ele ainda é filhote.

10. Personalidade

Os pinschers possuem uma personalidade forte, são muito destemidos e não têm medo de enfrentar animais maiores que ele. Por isso, o tutor deve estar bastante atento na hora dos passeios para que ele não inicie uma briga com outros cães.

Como é a saúde do pinscher?

Mesmo com a tremedeira sendo uma característica marcante da raça, os pinscher são bastante saudáveis e podem viver até 15 anos. Entretanto, o tutor deve ter cuidado com a alimentação e físico do animal.

Geralmente os pinschers apresentam luxação patelar devido ao tamanho, logo, as caminhadas não podem ser muito longas. Para gastar a energia dele, invista em brincadeiras e exercícios físicos.

A pelagem dele também merece atenção. O pinscher tem um pelo curto mas as escovações devem ser diárias para evitar quedas. Além disso, os dentes do pinscher devem ser escovados para mantê-lo saudável e as unhas devem ser aparadas.

Caso o tutor tenha dificuldade em realizar essas tarefas, deve procurar um médico veterinário para evitar que o animal fique machucado.

Quanto custa um pinscher?

O pinscher pode custar entre R$ 1.000 até R$ 5.000. Essa raça é bastante popular no Brasil e não é muito difícil encontrar canis que tenham o pinscher. É importante que o tutor busque um lugar confiável para que não adquira um animal misturado ou com uma personalidade diferente da raça.

Pesquise com calma e boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *