Descubra as vantagens e desvantagens de castrar o seu cachorro

Conheça nesse artigo as vantagens e desvantagens da castração, quanto custa para castrar o cachorro e qual é a melhor idade para realizar esse procedimento.

Elaboramos este novo artigo com as principais informações sobre a castração de cachorro, suas vantagens e desvantagens e qual é a melhor idade para castrar seu melhor amigo.

Um dos cuidados fundamentais para criar um cão de forma responsável e saudável é adotar um controle reprodutivo eficaz, prevenindo gestações não planejadas e contribuindo para o controle da superpopulação de cães abandonados ou nascidos nas ruas. Hoje em dia, existem 2 métodos seguros e eficazes para o controle reprodutivos nos cães: a esterilização e a castração.

Embora os dois procedimentos sejam eficazes para o controle reprodutivo dos cães, o fato é que existem algumas diferenças cruciais entre castração e esterilização. Para escolher o método preventivo mais indicado para seu melhor amigo, é importante compreender as vantagens e as desvantagens de cada um.

Diferenças entre castração e esterilização nos cães

A primeira e mais importante diferença é que a esterilização não compreende a retirada dos órgãos reprodutores, mas a castração sim. Castrar um cão normalmente requer uma cirurgia invasiva com anestesia geral que só pode ser realizada por um veterinário.

Nos machos, a castração significa remover os testículos, mas deixando a bolsa escrotal. Já nas fêmeas, existem duas castrações distintas: a ovariohisterectomia, que compreende a retirada dos ovários e do útero, e a ovariectomia, onde apenas os ovários são retirados.

Cachorro sendo examinado pelo médico
A castração de cachorro é um método eficaz para criar um cão de forma responsável e saudável.

A cirurgia de esterilização, nas fêmeas, tem como objetivo fazer o ligamento das Trompas de Falópio, que conecta o útero com os ovários. É um procedimento muito similar à chamada ligadura de trompas nas mulheres.

Por outro lado, a esterilização nos cachorros machos consiste na seção dos canais que ligam os testículos e o pênis, sendo similar à vasectomia.

Os dois procedimentos devem ser feitos por um veterinário e requerem anestesia pela segurança do cão. Porém, a esterilização é menos invasiva e mais segura que a castração. Além disso, o tempo de recuperação é menor tanto nos machos como nas fêmeas.

Outra vantagem é que a esterilização também é eficaz para prevenir muitas doenças. Nas fêmeas, diminui o risco de tumores mamários, inflamações e infecções no útero e nos ovário. E nos machos, é um método eficaz para combater as patologias na próstata.

Porém, como os órgãos sexuais não são retirados, a esterilização não interfere na produção hormonal e não resulta eficaz para tratar os problemas de comportamento relacionados ao desejo sexual ou ao instinto territorial dos cães.

Esta pode ser considerada a principal desvantagem da esterilização. Por isso, no caso de cães muito dominantes ou que apresentam problemas de conduta durante o cio, é melhor preferir a castração.

Vantagens da castração

A seguir, resumimos as principais vantagens da castração nos machos e nas fêmeas:

  • Inibe o desejo sexual, evita os conflitos com outros cães, impede os comportamentos de marcação e as tentativas de fuga.
  • Facilita a socialização e o adestramento, já que contribui para um comportamento mais estável e concentrado.
  • Oferece a possibilidade de uma vida social mais saudável, principalmente para os machos dominantes.
  • Nas fêmeas, a castração é eficaz para prevenir o câncer de mama e os tumores no útero e nos ovários.
  • Nos machos, também é eficaz para prevenir o câncer de próstata.

Embora alguns tutores podem ver a castração como um método mais radical, o fato é que oferece vantagens mais amplas que a esterilização. Além de ser eficaz como controle reprodutivo e na prevenção de diversas doenças mamárias, castrar um cachorro também oferece outros benefícios associados ao controle da produção hormonal.

Desvantagens da castração

Sobre as desvantagens, devemos mencionar que se trata de um procedimento irreversível. Além disso, requer um tempo de recuperação maior que a esterilização e os cuidados pós-operatórios deverão ser mais delicados.

Como toda cirurgia, existe o risco da anestesia, por isso, a viabilidade da operação deve ser analisada pelo veterinário, segundo o estado de saúde de cada cachorro.

Por outro lado, devemos mencionar que é um mito que todos os cães castrados se tornam obesos. De fato, a mudança hormonal provocada pela remoção dos órgãos reprodutivos pode fazer com que o cachorro ganhe peso mais facilmente, porém, a gestão de um peso saudável é totalmente viável com uma alimentação equilibrada e exercícios físicos diários.

Qual é a mudança no comportamento após a castração?

A extirpação dos órgãos sexuais leva a uma suspensão da produção dos hormônios testosterona e progesterona, nos machos e nas fêmeas respectivamente. Esta alteração hormonal se reflete no comportamento dos cães, que geralmente se tornam mais serenos e equilibrados.

Isso contribui fortemente para a educação dos cachorros, já que melhora sua concentração e diminui o risco de condutas agressivas ou teimosas.

Outro impacto comportamental muito positivo se observa nos cachorros mais dominantes que apresentam problemas de convivência com outros animais (principalmente com cães do mesmo sexo).

Nas raças consideradas dominantes, como o Rottweiler, o Dobermann ou os cães Pit Bull , a castração preventiva, realizada até o 1º ano de vida do cão, é muito recomendável para prevenir os problemas de comportamento e favorecer a socialização.

Qual é a melhor idade para castrar um cachorro?

Muitas pessoas se perguntam se há uma idade mínima e máxima para a castração ou esterilização dos cães. A verdade é que não existe uma idade ideal para todos os cães. O melhor é contar com a orientação de um veterinário de confiança para definir qual é o melhor momento de castrar seu melhor amigo.

Geralmente, para os cães machos de raça pequena ou média, recomenda-se a castração anterior ao amadurecimento sexual, para prevenir as doenças na próstata e os problemas de comportamento. Por isso, o período ótimo seria entre o quarto e o quinto mês de vida do cãozinho. Porém, alguns especialistas entendem que a castração pode ser feita até os 18 meses para garantir bons resultados.

No caso das fêmeas, recomenda-se esperar passar o primeiro cio para realizar qualquer procedimento de controle reprodutivo. Assim, o período ótimo para a castração das cadelinhas seria a partir do seu sexto ou sétimo mês até o primeiro ano de vida.

Embora não esteja definida uma idade máxima para a castração, é importante entender que tanto o risco de uma cirurgia e o tempo de recuperação aumentam quando os cães são mais velhos. Além disso, a castração no período ótimo é mais eficiente para prevenir as doenças do trato reprodutor.

Quanto custa castrar um cachorro?

O valor de uma cirurgia de castração varia segundo algumas variáveis como o tamanho, o sexo, a idade e o estado de saúde de cada cachorro. Geralmente, a castração e esterilização das fêmeas é mais cara, pois a cirurgia é mais longa e trabalhosa que nos machos.

O procedimento em cães mais velhos ou que apresentam algum tumor ou problema de saúde também costuma ser mais cara, já que requer cuidados mais delicados.

Por outro lado, a localização e os serviços oferecidos pela clínica veterinária também podem influenciar no preço da castração. Como nas grandes cidades existe uma grande concentração de clínicas veterinárias, os preços se tornam mais competitivos.

Uma cirurgia nas fêmeas pode custar entre 250 e 300 reais, enquanto os machos podem ser castrados por 150 a 200 reais.

Os valores nas cidades menores podem chegar a ser mais elevados, pela menor disponibilidade de recursos e de profissionais especializados. Em alguns casos, quando a cirurgia é considerada de risco e requer cuidados específicos, o valor pode superar os 600 reais.

Existem campanhas de castração gratuita no Brasil?

Em muitos países, as campanhas massivas de castração gratuita são uma iniciativa dos governos para o controle da superpopulação de cães abandonados ou nascidos nas ruas. Por isso, de uma ou duas vezes ao ano é possível castrar os animais de estimação totalmente de graça. Em algumas regiões, esta campanha também incorpora a distribuição de remédios contra vermes para incentivar a criação responsável de cães e gatos.

No Brasil, as campanhas de castração gratuita são realizadas periodicamente com o apoio das prefeituras de algumas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Curitiba, Recife, Manaus, Osasco e Brasília. Se você vive em uma destas cidades, vale a pena ficar atento para as convocatórias que costumam estar disponíveis no site oficial das prefeituras.