Cachorro pode comer pera?

Cachorro pode comer pera?

Cachorros podem comer pera? A resposta para essa pergunta é sim, mas alguns cuidados devem ser tomados ao dar esta fruta para o seu cachorro. Confira!
Cachorro com uma pera
cachorro com uma pera

A pera pode não estar entre as suas frutas favoritas, mas dificilmente as pessoas dirão que não gosta. Apesar de não ser uma fruta necessariamente marcante, é agradável para muitos paladares.

Entre estes paladares está o dos cães. Porque sim, cães geralmente gostam de comer peras. E o melhor é que elas são seguras e benéficas para a saúde canina.

No entanto, como você deve imaginar, não se pode dar a fruta de qualquer maneira para os nossos queridos pets. Os tutores precisam tomar alguns cuidados importantes, pois também há riscos envolvidos no consumo de pera pelos cães.

Pode dar pera para cachorro?

Talvez você precise de alguns motivos para, finalmente, dar pera para o seu cão comer. Pois saiba que eles são vários. Primeiro, como já dissemos, os cães gostam de comer peras. Aliás, os cães gostam de comer muitos tipos de frutas. Elas são uma opção maravilhosa para diversificar e complementar com nutrientes importantes a dieta canina.

A pera possui alguns desses nutrientes. Podemos começar dizendo que ela é rica em água, que é uma substância necessária em todos os organismos vivos. Ela também possui uma boa quantidade de calorias na forma de açúcares. E, por mais que o excesso de açúcares possa fazer mal à saúde dos cães, eles também fornecem a energia de que eles necessitam para se manterem ativos.

Nas peras estão presentes algumas vitaminas e minerais essenciais para a saúde canina. Elas possuem uma boa quantidade de vitamina C, que ajuda o sistema imunológico dos cães, assim como a vitamina E, que também está presente na pera, agindo de forma antioxidante e anti-inflamatória, auxiliando a retardar o envelhecimento e as doenças ligadas à deterioração dos tecidos.

Outras vitaminas encontradas em boa quantidade na pera são aquelas do complexo B, especialmente as vitaminas B2 e B6. Elas auxiliam em diversas funções do organismo dos cães, como a atividade cognitiva, o ritmo cardíaco e a visão.

Entre os minerais contidos na pera, podemos destacar o potássio, que é essencial para a vitalidade dos músculos, o cálcio, que participa da constituição dos ossos, e o cobre, que ajuda o sistema imunológico e contribui para o seu cão ter uma pelagem vistosa.

Cachorro pode comer semente de pera?

Como você pôde ver, são muitos os benefícios da pera para a saúde canina. Por outro lado, ela também apresenta alguns riscos, que podem ser evitados se você tomar cuidados simples na hora de preparar a fruta para o seu pet.

Primeiro, lembre-se de retirar as sementes da pera. Elas contêm ácido cianídrico, uma substância tóxica para os cães. Retire também a região central da pera, aquela que envolve as sementes, pois essa parte não é bem digerida pelos cães. O mesmo ocorre com o talo da pera, que também deve ser descartado.

Lembre-se de não fornecer a fruta em excesso para o seu cão. Como dito acima, a pera possui uma quantidade considerável de calorias e açúcares. A curto prazo, o exagero no consumo pode levar o seu cão a ter problemas digestivos, como diarreia. A longo prazo, pode levá-lo a desenvolver, por exemplo, obesidade e diabetes.

Metade de uma pera por dia é o suficiente para um cão de médio ou grande porte e um quarto de pera é o recomendado para cães de pequeno porte, incluindo filhotes. Lembre-se de que a pera e outros vegetais devem ser apenas um complemento à alimentação dos cães, nunca a parte principal.

Por fim, lembre-se de fornecer a fruta sempre em sua forma natural, sem processamento e, se possível, sem a adição de qualquer produto químico. A pera processada ou com adição de caldas, conservantes e outras substâncias, além de não fornecer integralmente os nutrientes para o cão, pode representar um risco para a saúde dele.

Cachorro pode comer casca de pera?

Como você pôde ver, é necessário retirar a semente, o meio e o talo da pera ao oferecer o alimento para o seu pet, mas, no caso da casca, não é necessário. Ela não traz nenhum risco para a saúde do cachorro.

Apesar dos pequenos riscos, a pera é uma opção excelente para tornar a dieta canina mais divertida e mais nutritiva. Ela é rica em água, energia, vitaminas e minerais, que podem ajudar na manutenção da saúde do seu pet.

Ainda assim, lembre-se sempre de consultar um veterinário qual a melhor forma de montar a dieta do seu cachorro. Esse profissional poderá lhe indicar as reais necessidades nutricionais e as possíveis condições de saúde que impactam na alimentação do seu melhor amigo.