Soluço em cães: conheça as causas e como evitar

Soluço em cães: conheça as causas e como evitar

Confira algumas dicas de como parar e evitar o soluço no seu cachorro e saiba quando você deve começar a se preocupar com o quadro
Pequinês deitado

O problema não é grave e acomete principalmente os filhotes, no entanto, pode causar incomodo e dores no animal

Os tutores entendem como ninguém que soluço nos cães é algo muito comum, geralmente eles acontecem em momentos de brincadeira ou após alguma refeição. Entretanto se o soluço se tornar algo rotineiro, o tutor deve procurar levar o animal ao veterinário, pois o soluço pode estar relacionado com algum outro problema de saúde.

O soluço é uma disritmia do diafragma, ou seja, o animal começa a soluçar quando os músculos entram em “desordem” na hora da respiração. E geralmente isso acontece porque o cachorro não está respirando da maneira que deveria. Logo, os filhotes estão mais propensos ao quadro e tendem a ter mais soluço justamente pelo comportamento agitado e a respiração inadequada.

No entanto, o soluço não é algo exclusivo para os filhotes, qualquer cachorro e em qualquer idade, pode apresentar o quadro. Basta que ele corra, brinque ou até mesmo se alimente de maneira atrapalhada e inadequada.

O quadro do soluço não é grave e geralmente não faz mal, apenas gera incômodo e algumas dores passageiras no pet. Mas é importante que você esteja atento a frequência que ocorre os soluços.

Neste artigo nós vamos te ajudar a entender quando você deve começar a se preocupar com o soluço no seu cãozinho, seja ele filhote ou não. Além disso, vamos dar algumas dicas para parar e evitar o soluço no seu pet. Porém, em casos contínuos, priorize sempre levar o animal a uma consulta com o médico veterinário. Vamos lá!

Afinal, quando o soluço pode ser considerado grave e perigoso?

O soluço deve ser considerado perigoso quando ele acontece de maneira continua e tem uma duração muito longa. Normalmente os soluços dos cães duram em média de 10 a 45 minutos, portanto, se passar disso, pode ser considerado perigoso.

Mesmo que o soluço normal não cause nenhum prejuízo no organismo, o melhor a se fazer é levar o cãozinho ao médico veterinário para que o motivo dos soluços longos seja investigado.

Assim como acontece com os humanos, os cães podem ter soluços por diversas causas, indo além do comportamento e respiração inadequada. Entre as motivações mais frequentes estão: comer muito e rápido demais, mudanças bruscas na temperatura, ansiedade, estresse, nervosismo, medo, excitação e até mesmo depressão. Os soluços também podem acontecer em épocas mais frias, fique atento.

Algumas doenças graves nos cães também podem ser as principais causadoras do soluço, como alterações gastrointestinais ou hepáticas e até mesmo problemas no metabolismo do animal.

Além dos soluços, que duram mais de uma hora, essas doenças causam tosse, respiração ofegante, vômitos e até mesmo um pouco de febre. Caso o animal apresente esses sintomas, leve-o ao médico veterinário.

Por que os filhotinhos estão mais propensos ao soluço?

12 Filhotes de Golden Retriever

Até os 6 meses de vida é muito comum que os cães solucem com frequência, por vários minutos e várias vezes ao dia. Nos filhotes isso pode ser considerado algo comum, mas a partir dos 8 meses de idade as crises de soluço devem parar e os episódios devem acontecer com pouquíssima frequência.

Os filhotes soluçam com muita frequência, pois eles ficam alegres e entusiasmados com muita facilidade. Além disso, eles não sabem controlar as emoções e a respiração.

Por isso, algo simples como um brinquedo novo ou um passeio durante a tarde podem causar soluço no filhotinho, pois eles ficam muito entusiasmados.

Além disso, eles não conseguem comer e beber água com muita calma, então nessas horas o soluço também pode aparecer. Na realidade, a grande maioria das crises de soluços em cães filhotes são depois das refeições. E mais: filhotes da raça Golden Retriever, Pinscher e Chihuahua têm mais propensão ao soluço.

O que fazer para evitar e parar o soluço?

A melhor opção, principalmente se não for um soluço grave, é esperar que ele passe por conta própria. Tentar assustar o animal ou até mesmo fazer com que ele pule, como acontece com os humanos, não é o ideal e pode ser até perigoso, pois ele poderá acabar ingerindo uma quantidade extra de ar. Essa atitude pode até parar o soluço, no entanto, não é nada aconselhável.

Mas se caso o soluço esteja incomodando muito o animal, tente alguns métodos simples, como fazer com que ele beba água fresca ou coma com calma a ração ou algum petisco. Geralmente os petiscos funcionam com mais facilidade, pois é difícil o animal resistir à alguma coisa diferente mesmo em meio a uma crise de soluço.

O ato de comer e beber fazem com que a respiração volte ao compasso, devido às pausas involuntárias na respiração. No entanto, você não deve forçar o animal, deixe que ele faça a ingestão da água ou comida por conta própria e no tempo dele.

Fique atento! Se a grande causa do soluço do seu cãozinho for a ansiedade ao fazer as refeições, é importante que você forneça a comida aos poucos. Para isso, divida a refeição em pequenas partes. Além de evitar os soluços, o cãozinho pode aprender a comer com mais calma. Caso você não tenha muito tempo, compre comedouros lentos e comedouros-brinquedos, que liberam o alimento aos poucos para o animal.

Um outra alternativa é procurar relaxar e acalmar o pet durante as crises de soluço. Levá-lo para um passeio calmo e em um ritmo moderado pode ajudar o soluço parar.

Por outro lado, caso o que esteja causando o soluço seja a queda da temperatura, invista em algumas roupinhas e agasalhos para o pet. Além disso, você pode colocar almofadas ao cobertas aonde ele está habituado a dormir.

Dachshund com roupa na janela

Caso o animal ainda tenha dificuldade para se aquecer, o uso de uma caminha térmica pode auxiliar nas crises de soluço, pois elas conseguem manter a temperatura do corpo do animal estável.