Cachorro pode comer abacaxi?

Cachorros podem comer abacaxi? A resposta para essa pergunta é sim, mas alguns cuidados devem ser tomados ao dar essa fruta para o seu cachorro. Confira!
Cachorro Dálmata olhando para um abacaxi

Algumas rodelas de abacaxi caem bem em praticamente qualquer momento, não é mesmo? O abacaxi pode ser consumido de diversas maneiras.

Mas será que cachorro pode comer abacaxi? Se você está pensando em inserir essa saborosa fruta na dieta do seu pet, te recomendamos ler este artigo. Nele nós vamos te ensinar os benefícios e os riscos de dar abacaxi para cachorros.

Pode dar abacaxi para cachorro?

Cães costumam adorar as frutas que nós damos a eles, inclusive o abacaxi. É possível, claro, que um ou outro cachorro não goste da ideia de sair da sua dieta convencional, mas isso normalmente se deve à falta de hábito de comer frutas. Cães gostam de alimentos doces e uma excelente forma de satisfazer esse desejo é dar frutas frescas a eles.

Mas será que o abacaxi é seguro para os cães? Sim, ele é. De modo geral, não há basicamente nada no abacaxi que o torne tóxico para os cães. Mas é importante ter alguns cuidados ao oferecer essa fruta ao seu pet.

Abacaxi faz mal para cachorro?

O abacaxi, na verdade, pode fornecer uma série de nutrientes para os cães. Um dos principais, com certeza, é a vitamina C. A acidez do abacaxi, aliás, se deve à grande quantidade de vitamina C presente na fruta. O valor dessa vitamina para a saúde humana já é bem conhecido. O que talvez você não saiba, no entanto, é que ela também faz bem na saúde dos cães.

A vitamina C ajuda o sistema imunológico dos cães, combate a oxidação e a deterioração das células caninas, prevenindo, assim, o surgimento de diversos problemas de saúde e retardando o envelhecimento nos cães. E, por mais que o organismo deles seja capaz de produzir sozinho a vitamina C (diferente do nosso), há muitos estudos que comprovam que consumir alimentos ricos nela pode aumentar os benefícios para a saúde canina.

Outro nutriente especial do abacaxi é a bromelina. Ela também possui efeito antioxidante, além de ajudar na recuperação de inflamações internas e na digestão, mais especificamente na absorção de nutrientes no intestino. A bromelina é, portanto, uma poderosa aliada no aumento da imunidade e da vitalidade dos cães.

Mas ainda há outros nutrientes que o abacaxi contém e que podem ajudar muito na saúde do seu cachorro. Ele possui grande quantidade de vitamina A, essencial para a visão, e de vitamina B6, que ajuda no funcionamento do sistema cognitivo e do sistema cardiovascular. E entre os minerais que podem ser encontrados no abacaxi, destacam-se o manganês, o ferro, o cobre, o potássio e o magnésio, além de pequenas quantidades de zinco, fósforo e cálcio.

Abacaxi faz o cachorro parar de comer o próprio cocô?

Isso costuma ser divulgado como um grande benefício do abacaxi para os cães. Entretanto, essa informação não é verdadeira, pois ele não faz os cães pararem de comer o próprio cocô. Ao contrário do que muitos pensam, o abacaxi não faz as fezes dos cães passarem a ter determinado odor que as tornaria repulsivas para os doguinhos.

Comer as próprias fezes, algo que também pode ser chamado de coprofagia, é um hábito relativamente comum entre os cães. Eles o fazem para aproveitar nutrientes que o seu organismo não absorveu “da primeira vez”. Mas isso, além de não ser agradável, também não é recomendado pelos especialistas.

Os especialistas também aconselham que a única forma realmente eficiente de fazer o seu pet parar com a prática é recolher o cocô imediatamente.

Cachorro pode comer casca de abacaxi?

A casca e a coroa não são seguras para o seu cão ingerir. Lembre-se: as partes das frutas que nós humanos não costumamos comer, provavelmente não serão bem digeridas pelos cães. Por isso, lembre-se de retirá-las antes de dar abacaxi para o seu cão. Aproveite e retire o miolo do abacaxi também, já que é nessa parte que se concentra a acidez da fruta.

O abacaxi possui grande quantidade de fibras, como praticamente todas as frutas, e isso é uma das razões pelas quais você deve moderar na quantidade de abacaxi fornecida ao seu cão. O consumo excessivo da fruta pode provocar problemas intestinais no seu cão, como diarreia.

Procure oferecer o abacaxi cortado em pequenos pedaços, uma única vez ao dia, sem exageros. Lembre-se de que a ração convencional deve ser a parte principal da dieta do seu cão.

Por fim, ainda que seja pouco provável, você deve ficar atento a reações alérgicas ou qualquer tipo de reação anormal do seu cão ao comer abacaxi. E a melhor forma de evitá-las é se informar com um veterinário sobre as particularidades nutricionais do seu pet.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *